Como transformar Liga num negócio rentável e competitivo | Relvado

Como transformar Liga num negócio rentável e competitivo

 

Nenhuma equipa desceria de divisão, acabando logo à partida com esse futebol de autocarro à frente da baliza, e haveria play-offs e final. Desta forma as equipas poderiam ir-se montando ao longo das épocas, passando do fim da tabela a candidatos ao título num ápice.Seria criado um outro campeonato, espécie de campeonato universitário, onde os jovens jogariam futebol e, conforme as suas exibições, seriam classificados para o draft. Este segundo campeonato, base de formação das equipas do campeonato principal, seria feito pelas equipas que pululam por esse país fora e que para fazerem um brilharete têm de torrar o orçamento da Câmara por muitos e bons anos para subir a grandes palcos, terem os seus quinze minutos de fama e caírem na desgraça, endividados até ao tutano - vide caso Moreirense e outros tantos. Esses jovens formados no campeonato inferior seriam depois distribuídos no draft do início de época conforme as posições dos clubes, ou seja, o último escolhe o primeiro.Nos planteis principais só poderiam jogar estrangeiros que fossem titulares indiscutíveis, de outra forma só vinham para ocupar o lugar dos jovens saídos da formação das divisões inferiores.Enfim, não me vou alongar com estatutos e afins, ainda por cima por que toda gente conhece a NBA, NFL ou NHL, e sabe ver como é que eu acho que tudo encaixaria. Uma coisa eu garanto: esta era a fórmula de sucesso para o nosso futebol virar um artigo apetecível pelo mundo fora. Agora é só decidir se se faz ou não e pensar que se nós não o fizermos outros o farão...Para que a nossa pobre, miserável e pouco atractiva Liga se torne realmente numa festa é preciso mudar as mentalidades e incutir-lhes a noção de que sem espectáculo o futebol não vende e passa a ser mero feudo de fanáticos.jasao

I Liga:

Comentários [22]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Aprendam com os

Americanos. Nao ha uma liga profissional que de prejuizo, mesmo em tempo de crise.

Interessante mas tenho algumas reservas !

Para fundamentar as minhas reservas está a real competitividade dessas competições com os seguintes exemplos: - No basquetebol os EUA têm desiludido quando entram em confronto com equipas Europeias onde recentemente a Espanha se sagrou campeã mundial. - No futebol Americano já apanharam uma abada da França. - No Basebol ( o orgulho Americano ) foram humilhados pelo Japão.... É preciso ter em conta alguns factores, 1º é o poder de marketing daquele país onde fazem um verdadeiro espectáculo com as coisas mais supérfluas que existem, depois é a capacidade financeira que tem origem na capacidade económica dos seus cidadãos e à enorme densidade populacional onde por exemplo Nova York tem mais população do que Portugal.... Portugal não sabe promover os seus produtos e isso é demasiado evidente pois preferimos a "cantiga do coitadinho" e do "bode expiatório".

Re: Interessante mas tenho algumas reservas !

Acho que há algo que não entendeste; é que os USA têm desiludido no basquetebol em algumas competições porque as encaram com alguma sobranceria e desinteresse! As equipas que apresentam estão longe de ser as melhores possíveis e hoje, europeus e sulamericanos já deixaram de respeitar os americanos só por virem dos USA! Até porque, cada vez mais jogadores da NBA são de fora dos USA. E quanto ao futebol americano, não conheço sequer que tenham feito uma selecção que represente os USA nesse desporto! Sabes mais? Quanto ao basebol, a grande humilhação dos americanos foi da responsabilidade de Cuba que é hoje a primeira potência da modalidade! Cumprimentos!

Re: Como transformar Liga num negócio rentável e competitivo

Acho engraçado ele tirar o Nacional e meter o Boavista e o Belenenses......lololol... Outra aberração aí neste artigo ridiculo é a falta de historicos como a Academica ou o Leixões que movimentam muita mais gente que o Belenenses ou Boavista... Enfim...acho que sim...tira-se o merito desportivo dos clubes e mete-se só pelo pseudo-nome deles...lololol

Não acho que é bom fazer regionalismo...

em portugal, ja que é um pais 'pequeno' geograficamente. Agora a minha ideia era obrigar os clubes da I Liga a terem todos um centro de formação com condições, com técnicos bem formados para na finalidade produzir jovens com potencial. Depois, com muitos jovens a baterem a porta dos séniores, era empresta-los, na linha de uma draft, aos clubes de segunda liga, de forma a que tenham uma experiencia a nivel profissional num campeonato difficil como a II Liga. Assim, a II Liga rejuvenescia, era mais portuguesa, e despontavam obrigatoriamente alguns valores a cada ano que podiam regressar a base na I Liga o ano seguinte. é preciso ver que os clubes portugueses so conseguem ganhar dinheiro quando vendem jogadores para o estrangeiro, então a ideia tem que ser formar o maximo de valores para depois poderem ir para clubes do estrangeiro em troca de montantes interessantes. Hoje em dia qual é o clube português que consegue vender para o estrangeiro? Nenhum. Vendem aos três grandes por tuta e meia e quem fica a ganhar com isso? Os pequenos clubes é que não.

Offtopic - Golo do ano?

http://www.youtube.com/watch?v=NTLcN8Cvm6I&feature=related Um dos melhores que vi até hoje sem duvida...

Re: Offtopic - Golo do ano?

Que grande, grande golo, de facto! :D

+ 1 Interessante..

Quando acordei e li o jornal soube que o Grafite tinha inventado um golão e fui ver à net! Fiquei tão bem disposto para o resto do dia.. daí o +1 ;) Cumprimentos

Re: + 1 Interessante..

Uma obra prima e a forma como ele finaliza é de uma "arrogancia" brilhante...

Re: Offtopic - Golo do ano?

Muita sorte a mistura!

então que sorte???

comeu os defesas todos sem que eles cheirassem a bola...

Re: Offtopic - Golo do ano?

Se fosse o Messi dirias isso? ;) Cumps

Uma idéia interessante mas inexequível!

Claro que, à primeira vista, a idéia pode até parecer boa, mas tem uma série de problemas que a tornam simplesmente inexequível! A NBA (como as outras ligas americanas mais profissionais) é uma liga fechada, com capacidade de atrair os melhores jogadores do mundo! Por isso, pode organizar um "draft" onde são escrutinados os melhores jogadores que aparecem no planeta e ter uma equipa de "olheiros" que anda a ver atletas que possam interessar! E quando a NBA se interessa por um jogador é certo que o vai contratar pois está acmia de todas as outras! Como seria possível optarmos por um modelo desses com um Belenenses que não consegue pagar os salários baixos que contratou ou com equipas como os representantes dos tais locais que citas que nem sequer têm uma base de apoio em termos de adeptos? Um esquema de Liga fechada, sem subidas e descidas e portanto garantindo estabilidade, só me parece exequível numa Liga Europeia, como aqui de falava há uns dias atrás! Essa seria uma Liga com capacidade económica para atrair qualquer jogador porque se interessasse e com enorme capacidade de gerar receitas, logo de atrair investidores!

A Liga só se tornará rentável...

no dia em que houver verdade desportiva e que os clubes remem para o mesmo lado! Enquanto existir todo este situacionismo o futebol português não deixará de ser o parente pobre do futebol europeu. Não pode haver mentalidades como a de hoje do LFV em que veio criticar a justiça pela decisão da magistrada nem o posicionamento Sportinguista de corte de relações com o Nacional da Madeira! Tem que se congregar sinergias para um objectivo uno de rentabilidade do futebol e resolver de um dia para o outro a questão da concorrência desleal entre parceiros da mesma actividade. Salários em atraso e fugas ao fisco, não podem ser aceites por quem regula o futebol! Quem deve paga, ou então sai. Ah, e também convém não receber árbitros em casa nem fazer pressões telefónicas para obter este ou aquele favor! Assim talvez esta Liga fosse lá! Saudações Leoninas

Acho má ideia para Portugal

"FCP, SCP, SLB, Belenenses, Boavista, Braga, Guimarães, Marítimo e uma equipa representante dos Açores, de Trás-Os-Montes, do Algarve, do Alentejo" pergunto-te desde já da Briosa, uma equipa cheia de história e das que mais exige respeito por Portugal. Também não referes a região centro, sendo que esta também tem na Liga Sagres pelo menos dois clubes em acção. Depois acho má ideia pois seria a única liga de futebol do Mundo com esse modelo. Sempre se jogou com inúmeras ligas e as equipas todos os anos a subirem e descerem de divisão consoante as épocas que fizessem. Acho que poderia ser bom para ligas mais fraquinhas mas se realmente queremos subir no que toca ao Ranking Mundial em termos de qualidade de liga, penso é que deveriamos reflectir seriemante na ideia de aumentar o número de clubes para 20 como todas as grandes ligas Europeias e para não parármos o nosso futebol tantas e tantas vezes, sendo que algumas destas vezes sem nenhum motivo lógico. Boa Tarde a todos e os meus cumprimentos

Fora com o Nacional

este idiota...não percebe nada disto....igual à NBA não significa eliminar clubes mais pequenos...significa dar + hipóteses os clubes mais pequenos...exactamente o contrário do que a Liga está a fazer com a taça da liga!!!nem há pachorra para discutir ideias com esta gentalha!!!

Re: Como transformar Liga num negócio rentável e competitivo

basta tirarem os clubes corruptos, e aqueles que não pagam, e a imagem é logo diferente, e assim sendo as grandes empresas já se poderão associar a um evento como a liga portuguesa, enquanto passarmos esta imagem lá para fora será quase impossivel fazer um campeonato com grandes lucros. saudações

Não dá para meter

Ai nesse lote o F.C.Famalicão!

A OVELHA BIMBA, TAMBÉM É FAMALICENSE!!!

De outras vezes é VIMARANENSE, onde parará as CLONADAS das DOLLYZADAS!!! Jadscl

Ideia boa... para os Estados Unidos

Já não é a primeira vez que sai um artigo do género no relvado. Já por uma vez escrevi um longo comentário com todos os meus argumentos contra tal modelo, mas agora não sei por onde andará esse meu texto. Mas só para dar um exemplo de como essa ideia não resultaria na realidade portuguesa (e europeia já agora): No artigo referem-se FCP, SCP, SLB, Belenenses, Boavista, Braga, Guimarães, Marítimo como alguns dos clubes com lugar cativo nessa liga. Pois bem, quer-me parecer que de acordo com a fórmula americana de gerir estas coisas esses clubes até poderiam participar mas muitas alterações teriam que ser feitas; antes de mais SCP e SLB são clubes da mesma cidade e ambos têm uma grande falange de apoio um pouco por todo o país... à moda americana dificilmente seria convidado um clube do Algarve para integrar a liga, pois mais facilmente se transferia o SLB para essa região (onde tem seguramente mais adeptos do que o Farense, o Olhanense ou o Portimonense) deixando assim a cidade de Lisboa com um único clube (o Belenenses provavelmente iria à vida) rentabilizando assim ao máximo as receitas; o mesmo se aplicaria à cidade do Porto, ao Minho e a qualquer outra região do país que tivesse mais que um clube com condições de integrar a liga. Duvido seriamente que os sócios e adeptos do SLB, SCP, FCP e de todos os outros estejam na disposição de verem os seus clubes a mudarem de cidade... Também não me parece que, seguindo o modelo americano, se fosse investir numa equipa em região tão pouco povoada como o Alentejo... Temos que ter noção que o modelo Europeu se baseia em competitividade e mérito ao contrário do modelo Americano que se baseia em espectáculo puro e duro (ir a um jogo da NBA, NHL, NFL, etc. é como ir ao cinema: espera-se entretenimento acima de tudo). Se por cá nos indignamos com a eventualidade de haver jogos com resultados combinados porque raio haveriamos de querer um modelo importado do país do Wrestling (que se baseia em encenação prévia)? Até tenho medo de pensar numa final dos play-off entre Porto e Benfica feita à moda do SuperBowl: joga-se duas partes de 45 min e pelo meio pára tudo durante uma hora para assistir a um concerto dos Xutos & Pontapés...

Re: Ideia boa... para os Estados Unidos

Desculpa lá meu caro, mas se achas que a NBA não se baseia no mérito, é porque não entendeste nada de nada! Ninguém chega à NBA por cunhas ou qualquer outro motivo! A grande diferença não é a questão do mérito, mas sim a questão liga fechada/liga aberta. Na primeira, como é a NBA ou qualquer das outras principais ligas de desportos profissionais americanos, as equipas pertencem a uma organização que é a Liga e que impõe regras claras e que são para todos. Em contrapartida, têm estabilidade e não saiem por terem ficado nos últimos lugares!

Re: Ideia boa... para os Estados Unidos

Posso não ter aplicado o termo correcto quando me referi ao mérito. Mas uma coisa é certa: em termos de cultura é, a meu ver, impossível de implementar o sistema americano na Europa. Outro exemplo para realçar a tal componente de espectáculo: quando David Beckham se encontrava lesionado muito dos clubes adversários dos LA Galaxy fizeram pressão para que ele jogasse pelo menos uns minutos nos jogos contra estes, isto porque os adeptos esperavam ver o adversário na maior força com todas as suas estrelas em campo. Achas que tal aconteceria em Portugal ou noutro país da Europa? Imagina a SAD do FCP antes de um jogo com o Benfica a exigir que o SLB fizesse alinhar o Aimar, o Reyes, o Katsouranis, etc. só para poder mostrar aos adeptos no Dragão uma equipa recheada de estrelas. Outro exemplo: quando o FCP foi a Alvalade jogar p'rá Taça da Liga com a equipa de reservas, ouviu-se algum sportinguista a reclamar? Não! Antes pelo contrário, viu-se muita gente satisfeita com o resultado final desse jogo. Porque nós colocamos as vitórias das nossas equipas à frente do resto... São culturas diferentes, logo não me parece que se possam transferir certos modelos de um continente para o outro...