Câmara lenta: excelente para enganar espectadores! | Relvado

Câmara lenta: excelente para enganar espectadores!

 

Toda a gente sabe que encostar a mão a outro jogador não é uma agressão, mas que bater o é! Porém, em slow-motion, o efeito é igual! Aliás, se o suposto agredido exagerar bem quando o adversário encosta a mão, a não agressão pode até parecer bem mais grave!Igualmente é sabido que o cinema é a sequência rápida de imagens paradas que dão a noção de movimento! Por isso, é bem possível que o momento de uma falta não seja captado em nenhum dos fotogramas. No entanto, todas as semanas vemos negar a existência de uma falta por não ser visível em "slow-motion"!No jogo Porto-Naval, Lisandro, depois de rodar, foi aparentemente travado pela mão de Paulão. Penálti? Creio que não! O toque existe mas não é ele que afasta o jogador do lance! Em velocidade normal pode-se verificar que não há falta mas, infelizmente, o lance passa sempre em slow-motion!O slow-motion pode servir para enganar! Na maioria das faltas, importa é ver a situação em velocidade real! Como é que os realizadores repetem constantemente o "slow motion" e só ele? Como é que os comentadores analisam com base em imagens destas? Que lhes parece?dragao13

I Liga:

Comentários [36]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

A verdade é que os Media controlam...

... a opinião pública por isso apresentam as imagens de acordo com a 'verdade' que pretendem incutir nas nossas mentes. A solução, não perfeita, é analisar os lances em vários canais para ter uma visão mais isenta dos mesmos.

É verdade !

E para quem já jogou ou joga futebol sabe que existem lances que mostrados em câmera lenta dão uma ideia de faltas nem existem, mas o facto de a tal intêncidade como os lances decorrem num jogo fazem com que muitas vezes um simples toque de um adversário faz com que um jogador se desequilibre e caia.

O que sinto como benfiquista!

Deixo aqui um vídeo do Pedro Ribeiro que espelha perfeitamente aquilo que eu sinto como benfiquista! E acredito que muito mais benfiquistas o sintam! Vejam, vale a pena! http://videos.sapo.pt/zPyc3cd5was2FyLvm8oI

Re: O que sinto como benfiquista!

Vejam a entrevista que o Pedro Ribeiro deu a um site do meu clube, é uns tempos atraz. http://ovimaranes.blogspot.com/2008/01/o-vitria-visto-por-pedro-ribeiro.html

Re: O que sinto como benfiquista!

O video está engraçado mas não suporto muito o tipo. Especialmente quando se refere ao Balboa. Entrou bem com Guimarães e merece uma oportunidade como por exemplo a que não demos a Bergessio. È fácil criticar quando a coisa corre mal e esse é o principal defeito do adepto benfiquista. Na altura em que os outros se unem o Benfica desune-se, afastamos o treinador e questionamos todo o trabalho realizado nos últimos meses. No fim não vamos a lado nenhum, os outros ganham as taças e nós ficamos destruidos e há procura de um novo recomeço. Estarei sempre do lado do Benfica!

As imagens que enganam

Por vezes também vemos apenas imagens de determinados angulos que são altamente enganadoras. Lembro-me a aqui uns anos de um penalty cometido pelo Quim (na altura ainda no Braga). Pelas imagens não havia qualquer duvida acerca do lance. Até que aparece uma imagem do lado contrario. Nessa imagem via-se o Quim a fazer a mancha a puxar os braços para o seu corpo e o jogador adversário claramente a fazer um belo mergulho. Se por acaso não houvesse imagem todos teriamos sido iludidos com as imagens da TV Lembro-me tb de um fora de jogo do Domingos (ou do Kostadinov) num jogo com o Benfica. Era claro que ele estava fora de jogo. No dia seguinte apareceu uma imagem na RTP2 que mostrava um jogador do Benfica que o colocava em jogo (estranhamente só vi essas imagens nesse dia) Com isto quero dizer que os angulos das imagens tb podem ser altamente enganadoras. Por vezes dizemos que não são esclarecedoras, mas por vezes enganam e enganam bem

Re: As imagens que enganam

Estou de acordo contigo! Simplesmente esse não era o ponto referido no artigo!

Em lente acelerada e na hora, CR7 já assinou

pelos Merengues e o Bruto Alveszinho, segundo o empresário no final da época desandou/dançou...???!!! Já preenchi, mais uns IRS cá da maralha, os meus amigos do dito imposto, escutaram que este ano recebiam ao fim de 30 dias da entrega da declaração, já não tenho Caçhola para mais, ainda "entremeei/nos intervalos" as Mod.3 com o Site BIMBO, mas vou dormir que bem mereço, dormir na paz dos anjos... Jadscl

Re: Em lente acelerada e na hora, CR7 já assinou

que fontes tens? é credível? CR7 no RM...não me cheira... cumps

Re: Em lente acelerada e na hora, CR7 já assinou

boa viagem para ele. Podem nao ser o melhor do mundo, mas ha muitos com mais vontade de jogar no MU.

Rui Reininho, estava à frente do seu tempo!!!

Em câmara lenta como na TV!!! Uma das séries mais curiosas que tem aparecido recentemente no serviço de cabo faz jus àquela velha linha da canção dos GNR, “Dunas”, que dizia “em câmara lenta como na TV”. Mas Em Câmara Super-Lenta, que o Discovery começou a exibir a semana passada, leva essa ideia ao limite do absurdo, utilizando as mais recentes tecnologias de imagem digital para desacelerar e decompor o tempo e o movimento de modos insuspeitos. O que é peculiar na série, que arrancou há poucos meses no Discovery americano e cuja primeira temporada chegou agora ao canal europeu, é como a componente pretensamente científica do programa (afinal, o seu apresentador é um investigador do prestigiado laboratório do Massachusetts Institute of Technology) é uma mera desculpa para filmar cenas fixes e passar tempo até ao próximo programa de ciência pop. Ao menos, os Caçadores de Mitos avisam que “a próxima experiência tem conteúdo científico”...???!!! Jadscl

Re:

De facto tanto o caçador de mitos como o em camara lenta sao excelentes. Prefiro o Caçador de mitos lá está pela componente cientifica do programa apesar deles gostarem é de explodir coisas. :) O "em camara lenta" é muito bom especialmente aquele episodio dos socos com os gajos do Kick Boxing. Excelente mesmo! :)

Enganam de duas maneiras!

Primeiro porque às vezes faz parecer algo que não é. E depois porque o árbitro não vê o jogo em câmara lenta mas sim em tempo real. De qualquer maneira quando ele apita e a repetição lenta mostra que ele errou porque houve um toque mínimo, cai-lhe tudo em cima na mesma. Por outro lado, quando toda a gente diz que não houve falta e apitou na mesma, a televisão vai mostrar em câmara lenta e caso o senhor do apito tenha razão ser-lhe-à atribuído mais crédito. Cumps

Re: Enganam de duas maneiras!

lol

Lá vem a questão da intensidade

Nesse lance o penalty para mim é mais que claro. Vê-se perfeitamente que o defesa desiste da bola, só olha para o Lisandro e usa os braços para o travar. Se é o suficiente para cair ou não, quem somos nos para avaliar?

Re: Lá vem a questão da intensidade

Não estou nada interessado em alimentar polémicas sobre esse lance! Trouxe-o aqui por ser um lance em que o meu clube sai prejudicado eventualmente e para que as pessoas entendam que não se trata de uma questão de clubismo! Nada impede, nas leis do futebol, que um jogador ponha a mão no ombro de um adversário! Não pode é agarrar ou empurrar! Por isso a intensidade é tudo! Contudo, quando se vê o lance em velocidade normal, embora se veja o jogador da Naval a pôr a mão sobre o ombro de Lisandro, a verdade é que se vê também que este cai demasiado depressa e cai para a frente quando, se fosse puxado, teria caído para trás! Mas se falei no lance foi apenas na prespectiva do erro que o "slow-motion" pode induzir e mais nada!

Se alguém tiver o mail do Nelson, guarda-redes

do Estrela, tentem chamá-lo a discutir esta questão. Creio que ele é licenciado em (???) tendo numa das cadeiras de Motricidade Humana estudado o fenómeno da imagem. Ouvi, já há muito tempo, uma explicação que ele deu sobre o que "não vemos" mas as imagens mostram e que, muito basicamente, será isto: Há um fenómeno, a persistência da imagem, que consiste na permanência na retina, por breves instantes, de cada imagem que o nosso cérebro processa -umas 16 fps. Ora, as vulgares câmeras de vídeo processam qualquer coisa como 32 imagens - logo aqui "vêem" o dobro das imagens que o nosso olho retém- e as câmaras digitais podem ir, upa, upa, até umas 1000 fps. Esta explicação é muito básica - talvez até nem seja 100% correcta- mas parece-me que já nos deixa campo para especularmos sobre o que as imagens mostram, com perspectiva ou sem ela, e o que realmente vemos. Chamem o Nelson, ele ajuda, de certeza.

Re: Se alguém tiver o mail do Nelson, guarda-redes

O olho humano vê a 60 frames por segundo (aprox). Todo o vídeo que vemos nas nossas televisão são a 50Hz (50 frames por segundo, interlaçadas, 25 varridas de cima para baixo, e outras 25 de baixo para cima, por linhas) - por isso é que se apontarmos um telemovel ou uma camara de video vemos uma barra cinzenta a atravessar o ecrã lentamente, porque não estão sincronizadas ou estão em frame rates diferentes. As camaras de vídeo (todas) filmam a 50hz na Europa (devido à corrente electrica, outras partes do mundo é a 60hz). Muitas delas têm configurações para alterar esse valor (aumentando ou diminuindo). O cinema é filmado a 24 frames por segundo, mas são imagens progressivas (o contrário de interlaçadas, ou seja, é como tirar 24 fotos por segundo), mas nos DVD's é passado para os 25 frames por segundo, devido ao que já referi das nossas televisões mostrarem imagens interlaçadas a 50hz (2x 25 frames, ou seja, cada frame é mostrado duas vezes, dividido por linhas) Qualquer coisa que os nossos olhos vejam acima dos 60 frames por segundo é descartado e não tem qualquer efeito. Não sei onde foste buscar esses valores, mas estão incorrectos. Cumprimentos!

Re: Se alguém tiver o mail do Nelson, guarda-redes

Agradeço a correcção e, como disse, admiti haver erro no que expunha. Mas qualquer coisa não bate certa: "eles" dizem que as câmeras "vêem" o dobro das imagens do olho humano -o que explica que um humano não veja uma imagem que uma câmera capta. Será o tal retardamento da retina? Bom, para já vou dar uma volta pelo Google, pode ser que ajude a perceber. Obg e cumps

Re: Se alguém tiver o mail do Nelson, guarda-redes

Acho que sei ao que te referes, mas não conheço esse termo. Basicamente os nossos olhos vêm a 60 frames por segundo, e essa informação é transmitida para o cortex visual através do nervo ocular (com cerca de 2/3 cm, a +- 300Kmh, ou seja, é quase instantâneo). O problema é que o cortex visual apenas consegue decifrar alguma dessa informação. Temos de ter em conta que o nosso cortex visual faz MUITA coisa ao mesmo tempo: processa imagens dos dois olhos, junta-as numa só, resolve o paralax das imagens para nos dar a sensação de profundidada (experiência: tapa um dos teus olhos e tenta tocar com o teu dedo indicador num objecto que esteja a 50/60 cm de ti, ou na ponta do nariz, e vais ver que não é tão facil como isso!), estabiliza a imagem, etc. O resto da informação é descartada pois não é absolutamente importante. Quando vais na auto-estrada e vês um carro a passar a 120kmh por ti, este fica desfocado à medida que se vai aproximando até passar por ti. É o "Motion Blur" (não conheço o termo em Português). Se utilizares uma câmara e colocares o frame rate a 60 fps vais ver mais detalhe em cada um desses frames (menos desfoque que o que tu vês com os teus olhos), e então se colocares a 120 ou a 300 fps quase não vês desfoque nenhum. O nosso cortex visual descarta essa informação extra, pois não é importante para nós... O mesmo acontece com o foco/desfoco quando olhas para um objecto mais longe, ou mais perto (tal como nas camaras). Uma águia, por exemplo, processa a informação visual 1/16 mais rápido que um humano. Tem uma profundidade de campo e um ângulo de visão muito superiores aos nossos, pois é uma coisa essencial para a sua sobrevivência, tratando-se de um predador. Apenas mais uma curiosidade: A estereoscopia (vulgarmente conhecido por 3D, aquele que se colocam os oculos e parece que a imagem sai do ecrã) é basicamente um engano para os olhos. Filma-se a imagem com duas câmaras afastadas por uns centimetros (tal como os nossos olhos), e depois através dos oculos mostra-se a imagem da esquerda apenas para o olho esquerdo, e a da direita para o olho direito, dando a sensação de profundidade que temos no nosso dia a dia e à qual não estamos habituados a ver num ecrã plano. A técnica mais moderna consiste em projectar as imagens a 120 frames por segundo, 1 frame esquerdo, 1 frame direito, repetidamente - ou seja, duas vezes 60 frames, um para o olho direito e outro para o olho esquerdo. Depois utilizam-se uns oculos especiais, sincronizados com o computador e projector por infra-vermelhos, que tapam o olho direito e destapam o olho esquerdo, e depois invertem, 120 vezes por segundo! É tão rapido que não te apercebes disso, e isso resulta que o teu olho direito veja perfeitamente o que foi filmado com a camara que estava do lado direito, e o teu olho esquerdo veja perfeitamente o que foi filmado com a camara esquerda. Estes oculos não sao daqueles azuis/vermelhos, e assim as cores não ficam estragadas... São é bastante mais caros. Se por acaso estiveres curioso e viveres perto da Guarda, aconselho-te a ires à Torre de Menagem ver um vídeo institucional que a minha empresa desenvolveu para o Turismo da Guarda, e que está em exposição permanente nesse local. Peço desculpa pelo texto longo, mas julgo que seja mais ou menos isto o que dizes ser o "retardamento da retina", apenas não conheço este fenomeno segundo esse nome.

Para mim é um facto que

se utiliza o replay em portugal indevidamente. Deixa de valer a intensidade do lance passando a valer apenas o que se ve frame por frame. Igualmente preocupante para quem ve os jogos em casa é a virtual linha de fora de jogo que para mim é o mecanismo mais perfeito para "enganar" o adepto comum. Aprendi na minha licenciatura um pouco sobre perspectiva e um pouco de ediçao de imagem e sei facilmente como de um lance em linha se pode tornar um claro fora de jogo e o contrário. Nao preciso de mais de 3 4 minutos para editar uma imagem para parecer fora de jogo ou nao. Nao digo com isto que a malta das régis faça isto mas em certos jogos e lances creio que as imagens sao claramente editadas de forma a parecer uma coisa quando na realidade é outra. O problema é que ninguém se dá ao trabalho de investigar estas situaçoes acabando por valer apenas o que vemos com os nossos olhos em "slow-motion". Dou um exemplo concreto. O golo que entrou ou nao na baliza de Baía na Luz aqui há uns anos. Se eu quiser faço disso um golo claro, se nao quiser faço o contrário. Nao preciso de mais de 2 minutos para que isso aconteça. Imaginem entao um editor de imagem de um canal televisivo com todos os programas de ediçao á sua disposiçao. Façam como eu e confiem apenas no lance que vemos primeiro em directo. Cumprimentos

Re: Para mim é um facto que

Comentário moderado com "Interessante". Chegaram pontos entretanto!

O golo na baliza de Baía não o foi ;)

E já há imagens que "provam" isso. Agora se foram manipuladas ou não isso já não sei..

Re: O golo na baliza de Baía não o foi ;)

Lol :) Para mim também nao foi e nem é preciso ver imagens ou repetiçoes. Em tempo real para mim é golo. Cumps

Re: O golo na baliza de Baía não o foi ;)

Mistake! Para mim é golo.. Em tempo real é golo, as imagens que vi comprovam isso mesmo :)

Re: O golo na baliza de Baía não o foi ;)

Em tempo real "é" golo mas segundo os "estudos técnicos especializados" não foi..

Re: O golo na baliza de Baía não o foi ;)

Depende da entidade que fez o estudo :)

Re: O golo na baliza de Baía não o foi ;)

http://www.youtube.com/watch?v=LtSiUP41ipM

Re: O golo na baliza de Baía não o foi ;)

LOL! Informação que vem com o vídeo: "Vídeo com o 'case study' da jogada que criou muita polémica há cerca de 2 anos num Benfica-Porto, onde foi usada a tecnologia Divx para a realização do vídeo." E nem quero discutir se isto ou se aquilo. O lance já tem tanto pó que me causa alergias. Agora, esse vídeo não prova patavina, se é que me entendes ó Zefil! Tão lestos numas coisas e tão lineares noutras...

Re: O golo na baliza de Baía não o foi ;)

Gostei particularmente do facto de ter utilizado a tecnologia Divx :) Ah pronto então é credível !