Apelo à violência no futebol – A lei do mais forte | Relvado

Apelo à violência no futebol – A lei do mais forte

 

O futebol em Portugal tem-nos presenteado constantemente com episódios de extrema violência como foi exemplo a última final da Taça da Liga. Violência nas imediações do estádio por adeptos, dentro dele, no relvado, etc... A Federação, não satisfeita com o que tem vislumbrado, ainda dá desta forma o mote a que os jogadores tenham liberdade para agredir quem quer que seja, porque agora terão no máximo uma suspensão de... 3 jogos (pode chegar a um máximo de 6 jogos, imagino que seja nos casos em que haja mortes ou que a vítima tenha de ficar dependente de um tubo de soro e de uma algália o resto dos seus dias). Ou seja, um jogador pode descarregar a sua frustração em alguém que esteja no estádio, desde que não seja "agente desportivo" (adeptos, stewards, cheerleaders, etc...), pode deixá-lo tetraplégico ou outro motivo qualquer que não lhe permita continuar a carreira, que passando pouco mais de um mês (no máximo) já pode estar novamente no relvado.Ou seja, quando for novamente ver a bola, recuso-me a ser revistado por um steward! Porque pelos vistos ele é do público! Fica o tempo todo de costas para o jogo e está a trabalhar, mas é do público! E vou pedir uma indemnização à Liga por todas as vezes que me revistaram e ai daquele que me barrar a entrada caso eu queira entrar à socapa! São público como eu, apenas têm um colete e a responsabilidade de controlar e orientar o acesso dos adeptos aos estádios de futebol.Outra coisa fantástica que esta lei consegue é que a partir de agora os estádios passarão a ter metade da assistência que têm tido (ninguém quererá o risco de ser agredido durante um jogo de futebol em que paga – e bem! – para ver). Agora as fileiras das bancadas que estiverem mais perto da relva terão certamente um preço mais reduzido de forma a aliciar as pessoas mais corajosas. Uma estratégia que reduzirá significativamente as já poucas pessoas que vão ao estádio. Parabéns!Antes que me acusem disto e daquilo, quero deixar salvaguardado de que achei o castigo de 4 meses a Hulk excessivo, mas reduzir para 3 jogos é de bradar aos céus!Para finalizar, apenas digo que só espero que um Bruno Alves qualquer ao saber desta nova lei não se lembre de fazer o mesmo que fez Eric Cantona em Inglaterra...Tendo em conta que a Federação tomará conta da Liga na época 2010/11, não se auguram bons ventos... E a violência do dia 21 de Março continuará a ser uma triste realidade no futuro.Red•Hot²³

I Liga:

Comentários [135]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

O Hulkiganismo!

O Hulkiganismo surgiu em meados de Dezembro de 2009 em Portugal, quando um atleta de cabeça perdida, decidiu reincidir num comportamento merecedor de punição. Desenvolveu-se e foi sendo maturado pelo dirigismo acéfalo de quem o contratou, endeusando-o nos seus actos, nunca o condenando sob forma de pena interna (como se faz nos Clubes dos Países que erradicaram o Hooliganismo), fazendo passar para o exterior, uma nova variação não civilizada. O "Hulkiganismo civil" que se aceita e receia, quando um bando de energúmenos viajando de Autocarro, entretêm-se a espalhar o pânico por onde passa a sua caravana, destruindo bombas de gasolina, batendo em tudo que não tenha cor azul, dando-se ao luxo de, destruindo as janelas do lado esquerdo do autocarro, irem alegremente em viagem partindo e arremessando pedras a todo e qualquer carro que ousasse ultrapassar a caravana. Tudo com o beneplácito da PSP - Porto que os acompanhavam, e que só não acabou em actos mais graves, porque a GNR do Algarve agiu como pôde. Pergunta: os Spotters da PSP não tinham meios de comunicação que permitisse avisar a GNR do horário de chegada tentando evitar aquele espectáculo? Haveria interesse em demonstrar o HulKiganismo da claque pelos media? Evitou-se mesmo assim, males maiores. Evitou-se mas logo de imediato, como algo programado, aparece a outra variante do Hulkiganismo. O "Hulkiganismo desportivo" com intérpretes bem pagos, que representam o nosso País, e que sabendo da transmissão do evento pela televisão, acharam por bem, terem um tipo de atitudes, que só foram possíveis durante 90m, porque o “Juiz assim o quis”. Acabou o jogo, acabou a festa, eis que o pânico recomeça em sentido inverso com direcção a Norte, bombas de gasolinas “frustradas” a fecharem à pressa. Aos microfones, Luis Filipe Vieira, dizia … " É o princípio se calhar de algo que vai mudar." ... pânico. Meu Deus se calhar até pode ser verdade, se calhar por causa disto, toda uma rotina, todo um modo de actuar, será posto em causa. Tudo tem de ser feito para evitar um novo ciclo. Já se apoiou a candidatura do Fernando Gomes … a Justiça e a Arbitragem volta a casa da FPF... «que poderemos fazer para que isto não fuja ao nosso controle?... que raio, somos utilidade pública afinal!». E vai daí, o Conselho de Justiça da FPF Hulkiganiza a decisão do Conselho de Disciplina da LIGA, tentando com isso, equilibrar o futuro, não se dando conta que, também eles, se tornaram numa variante denominada "Hulkiganismo Jurídico". Hulkiganizar será moda de hoje em diante, aliás, só o chavão agora foi criado, mérito meu que sei que irá perdurar pelo tempo, e sou o seu autor. Há momentos de sorte, imagino um Luís Sobral, ou um Rui Santos, a terem os direitos de autor da minha criatividade! Se calhar era melhor ter dado o chavão ao Ricardo Araújo Pereira (e dou-lhe, com todo o mérito pela forma com escreve!) ... porque nem imagino o que o RAP não faria com ele. Entretanto, o Benfica joga uma barbaridade amigos... os adeptos enchem estádios, e a grandeza continua enorme! Abraço e Saudações Benfiquistas

Re: O Hulkiganismo!

lol...lol.so tu para me fazeres rir...qt anos tens...

Pois ...

" achei o castigo de 4 meses a Hulk excessivo, mas reduzir para 3 jogos é de bradar aos céus!" Até parece que o Hulk nem esteve 3 meses sem jogar ... Depois de comerem a carne toda é que Soltam os Cães ...

Nem mais, perseguição á descarada!!

Re: Nem mais, perseguição á descarada!!

É uma cabala!!!! POLÍCIA!!!!

Se tu o dizes!!!

Interpretar a belo prazer os regulamentos ignorando-se um contexto e alterar-se o estatuto de um segurança para agente desportivo... se achas que isso benificia a verdade desportiva? Tudo bem, são opiniões!! Enfim, é o país que temos em que nos afirmamos como sociedade democrata e livre mas só para alguns casos!! Para mim, a aplicação de tal castigo inédito surgiu de má fé!! O desfecho que teve, juristas, advogados, ... já tinham previsto este desfecho!! Cumprimentos Desportivos

Re: Se tu o dizes!!!

Esta história já teve tantas nuances que eu continuo sem saber onde é que se define o estatuto de "steward". Se para uns é equiparado ao público, para outros é agente desportivo. Diz eventualmente o bom senso que a segunda definição estará, em princípio, mais ajustada ao seu papel nos encontros de futebol...mas quem sou eu. O que não beneficia a verdade desportiva é isto continuar a ser processado por "N" Conselhos, Comissões, Tribunais e afins. Este país permite estas tretas e transformam o que poderia ter sido um processo célere e fácil num embróglio de todo o tamanho, pois, e tal como o LG disse, isto baseia-se numa lei que nasceu enquinada. Ou seja, é propícia a várias visões. Aqui não está em causa a verdade desportiva...mas sim a incompetência e falta de profissionalismo tão tipicamente portuguesa. Se lhe querem chamar má-fé, tudo bem...é o próprio Conselho de Justiça, que será como é óbvio elevado aos píncaros da pureza pelos portistas, que define o acordão inicial como bem redigido, bem fundamentado e isento de qualquer tipo de intenção de prejudicar um dado jogador e/ou clube. Vocês é que sabem... Abraço.

Re: Se tu o dizes!!!

Explica-me lá como é que os "stewards" podem ser "agentes desportivos" se não têm qualquer relação com a Liga ou a Federação e se, por isso, não podem ser castigados? Tanto quanto li, a própria C.D. da Liga reconhece o mau comportamento que tiveram, mas depois reconhece que não os pode castigar! Se isto não é falta de senso é o quê? P.S. - Na quarta-feira da próxima semana vou a Évora buscar a minha filhota. Será que tens disponibilidade para almoçar? Ou pelço menos tomar um café? O meu mail está no cartão de visita.

Re: Se tu o dizes!!!

Meu caro amigo, muito boa noite. Espero que não te importes de responder primeiro ao teu PS. :) Duvido que tenha disponibilidade para um almoço, até porque andamos em fase de apresentação de propostas para aproveitar os financiamentos europeus e basicamente têm sido muitos cães ao mesmo osso. Traduzindo, semanas de verdadeira loucura...mas manifesto desde já a disponibilidade para um café (pago eu :D) e dois dedos de conversa. Contudo, reservo o direito de segunda feira, com mais certezas acerca da próxima semana de confirmar o eventual almoço. Relativamente à questão, sou o primeiro a não ter uma opinião sólida acerca da posição em que se deveriam de colocar os stewards. Se, por um lado, não entram na categora de agentes desportivos (apesar de em conceito e em função do que está definido como tal, se aproximarem dessa posição) também assumi-los como público apresenta evidentes lacunas. Creio que o celeuma que despoletou esta situação exige que isto seja devidamente regulamentado. Enquanto tal não acontecer, iremos andar sempre a discutir a ambiguidade dos regulamentos a partir de visões previsivelmente enquinadas por tendências clubísticas. Pelo menos essa é a minha posição. Abraço. P.S: Espero que não te importes de perguntar, mas vais apanhar a tua filha aonde? Pode ser que seja próximo de onde trabalho.

Re: Nem mais, perseguição á descarada!!

De forma simples, vejo 3 pontos que podem ser assacadas como factos : A aplicação da lei, pecou por exagero. A lei é ambígua, e foi a interpretação da mesma, que radicou nos castigos abusivos. Os jogadores, já estiveram muitos mais jogos posto de parte, do que os que agora convencionam por correctos. Agora deixo a questão: Se a lei é ambígua.Se o show off inédito ,mediático, para a explicação dos mesmo, foi dito esta parte: " sei que a aplicação é injusta, mas tive que aplicar a lei" Ora se há ambiguidade, bem patente nesta completa diferença de resoluções..., o que temos por certo e comum, desde o inioc? : O EXAGERO Pergunto: Se tinham por certo que era uma aplicação excessiva. Se se constata facilmente, a ambiguidade da mesma...porque não tiveram uma interpretação, que mais se coadunasse com a justiça aplicar mais branda ?

Ninguém sabe responder á tua resposta!

Re: Ninguém sabe responder á tua resposta!

Não estarás a ser injusto !? Será que não sabem , ou não querem responder ?

Re: Nem mais, perseguição á descarada!!

Falaste no que interessa...a leitura da lei...e tais visões estão sempre dependentes dos olhos (ou intenções) de quem processa tal informação. Se a primeira punição podemos dizer que pecou por excesso (e aqui não posso deixar de frisar que mesmo nesssa situação, puniu com menos dois meses do que o previsto nos regulamentos os atletas em questão), apontando como factores principais causas que assentaram em relatórios e interpretações jurídicas...esta nova "proposta" pela claramente pela sua brandura. Ou seja, o argumento que jogas a teu favor, em posso fazê-lo para dar a volta à questão. Se estamos na presença de uma lei ambígua, porque não considerar a brandura desta segunda decisão como a parcial? Digo isto pois a Comissão Disciplinar fundamentou bem o seu caso. Podemos não concordar com a decisão final (eu pessoalmente, não concordo. Considero graves as agressões de Hulk e Sapunaru...mas nunca justificativas da anedota que foi aquele castigo), mas não podemos contestar a aplicação em função de uma lei enquinada à partida. Contudo, posso e devo criticar a visão do Conselho de Justiça, que reduz o steward (argumento principal para o aligeira da pena)...a público! E fá-lo em míseras 18 páginas, desbastando centena e meia de relatórios e inquéritos individuais e colectivos, com base numa argumento que, em humilde opinião, é do mais rídiculo que há. Isso quer dizer que a partir de agora o steward tem que pagar bilhete? Ou que eu estou sujeito a levar um banano de um jogador e ele é punido com três jogos? Muito bom, pá...só mesmo neste país. Abraço.

Re: Nem mais, perseguição á descarada!!

O que fica provado, seja a quem for, é a ambiguidade da lei.Não precisas de perceber de jurisprudência, para tirares isso por certo... Se a mesma é efectivamente ambigua, há sempre possibilidades de uma resolução, de acordo com a justiça da aplicação da condenação. Isto é muito simples: tinham tudo para o fazer, como se comprova, e no entanto ( apesar de dizerem: sabemos que é um exagero tremendo... ) , decidiram assim o julgar e assim o punir gerando este este espectáculo degradantee elevando justificadas suspeições da interpretação escolhida. isto é simples demais GFV...não vás por ai.Por muito que te custe, é isto pa´...

Re: Nem mais, perseguição á descarada!!

Meu caro,a mim não me custa nada. :) Aliás, insistir no tal espectáculo degradante que referes é que me dá algum pesar. Vocês irão sempre acreditar que isto teve mão do Benfica, e que caso o Hulk tivesse jogado, as coisas tinham sido diferentes, e que o Ricardo Costa é um pau mandado do Vieira e afins. Para todos os efeitos, daqui a 5 anos ainda vamos ouvir falar do "infame" campeonato de 2009/2010...quando a leitura que eu retiro não aponta o dedo nem ao Benfica, nem ao FCP, nem ao Conselho de Justiça, nem ao Ricardo Costa, nem à Comissão Disciplinar...mas sim a uma lei proposta e aprovada pelo FCP, repleta de lacunas e que foi alvo de várias interpretações. Isto aconteceu com o FCP, e não duvido de que se fosse com o Benfica, o exagero que disses ter sido alvo o teu clube, seria pouco para o correcto. Pedes mão leve para os infractores em função das leis. Muito bem...em função da imunidade política e diplomática, bem como ao abrigo da posição que ocupam certos dirigentes do nosso país...eles fartam-se de levar penas leves. Achas que te aconteceria o mesmo caso fizesses a mesma aventura?

Re: Nem mais, perseguição á descarada!!

Nem a empresas !! Se por exemplo, o caso do SLB, a aceitarem acções n estando na bolsa..a empresa fechava portas e trabalhadores para a rua... Quanto ao resto, pensa como quiseres, mas a situação é bastante evidente...mas ok

Re: Nem mais, perseguição á descarada!!

São situações (no que concerne a empresas) que também não são estranhas ao teu clube, meu caro... Podemos andar para aqui a virar o bico ao prego e dizer que o meu quintal é mais pequeno que o teu. O que é sintomático é que levam ambos a mesma merda. Na interpretação das leis, cada qual também puxa a brasa à sua sardinha, e neste aspecto sou o primeiro a discordar do castigo inicial...mas igualmente desta rídicula atenuante, verdadeiro sintoma da fragilidade jurídica do nosso país. Mas o mais engraçado é que isto não vai ficar por aqui. Agora estão criadas as bases para mais uma novela, com trocas de galhardetes e escaparates jornalísticos patéticos. E nós a papar com isto tudo. Abraço.

Desculpa lá Hulk

A cena dos cães ;) , mas era o termo que ficava aqui melhor ;)

Re: Pois ...

Não te esqueças de descontar o tempo de suspensão preventiva proposta pelo teu clube. Cumps.

Re: Pois ...

Agora disseste tudo ! Cumps

Re: Apelo à violência no futebol – A lei do mais forte

O Cantona deu na televisão e toda a gente pôde ver claramente o que fez, o que não é o caso das supostas agressões do Hulk e do Sapunaru. Obviamente que a exposição pública de um incidente destes merece sempre um castigo extenso, como foi o caso de Cantona, até porque ocorreu numa liga bastante mediática. Já o outro caso ocorreu supostamente num túnel, nem há imagens de jeito do incidente, e o maior agente a aumentar toda esta polémica não foram os meios de comunicação social mas sim o Benfica, a quem por acaso dava (e deu!) muito jeito que esta merda toda acontecesse. Depois, caso não tenhas reparado, o Hulk e o Sapunaru já superaram largamente os 3 e 4 jogos de supensão. Para dizer que isto foi uma forma de corrupção por parte do Porto, e não o contrário, é preciso inventar uma história espectacular, um super-plano maquiavélico para suspender os próprios jogadores durante meses e depois ver os castigos reduzidos para pedir indemnizações ou sei lá o quê, vocês que tentem inventar qualquer coisa que faça sentido, se conseguirem, embora duvide...

Meu caro

Li e reli o teu artigo e não vi nenhuma menção a agressões a fiscais de linha por parte de espectadores, levando o clube em questão uma multa de 2.000 euros (ou lá quanto foi). Gostaria de saber se na tua opinião isto não é também uma forma de apelar à violência. Um abraço

Artigo com pouca memória

Em que estádio um arbitro foi agredido? Em que estádio um stewart tem indicações para provocar adversários e estar em sitios proibidos? Em que estádio um treinador da moda,disse que para ganhar lá só mesmo na playstation? Em que estádio o presidente no final do jogo visita o arbitro no balneário? Em que estádio se vê tochas?

Re: Artigo com pouca memória

Oh, Curva...agora fizeste-me rir, homem. :) É só exclusivos vermelhos aí. Santa paciência...

Re: Artigo com pouca memória

O que dá para rir,é ter arbitros sócio e accionista do benfica,apitar jogos do titulo. Cumps

Re: Artigo com pouca memória

Final da taça da liga não te diz nada?

Re: Artigo com pouca memória

Nada disso! O que dá para rir é receber árbitros em casa para lhe dar conselhos matrimoniais!! O que dá para rir é arranjar fruta para dormir para árbitros no final dos jogos!! O que dá para rir é pagar viagens a árbitros!!

Re: Artigo com pouca memória

É o quase o mesmo que ter outros que já fizeram parte de claques "oficiais" a apitar finais de taças. Foda-se, ó Curva...consegues melhor que isso para atacar o Benfica. A mania que vocês têm de apontar o dedo para um lado, esquecendo-se que do vosso a merda é a mesma ou pior. Enfim... Abraço.

Re: Artigo com pouca memória

Metade dessas perguntas são suposições…

Re: Artigo com pouca memória

Desculpa!?