Acompanhar a nossa Liga no estrangeiro | Relvado

Acompanhar a nossa Liga no estrangeiro

 

De certeza que cada um acompanha à sua maneira o campeonato português. Em 2003/2004 passei um ano na Holanda (o meu nick deriva daí) e foi um ano difícil de acompanhar o futebol.A primeira tentativa foi a subscrição das sms da TMN para que me enviassem os golos e o resultado final do meu FCP, mas era muito frustrante... Mais tarde descobri o café Lisboa em Roterdão. A partir daí tornei-me presença assídua em todos os jogos mais importantes e todos da Liga dos Campeões (ano mágico).Este ano deparei-me com mais uma aventura... estou em Madrid e demorei 5 meses para descobrir um café português com SportTv... desde o TvTuga até criar uma conta no Bwin com registo espanhol para poder ver os jogos da Liga... relatos na rádio... enfim... sempre sem certezas se seria possível ver o jogo.Agora com o Café Portugês com SuperBock a !!!2,5€!!! facilita e muito a vida!!!Delft

I Liga:

Comentários [64]

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Liga a partir do Estrangeiro

Na altura do ultimo SCP_ SLB estava na Tunísia e não queria saber o resultado do Jogo, A minha mulher como é mais fanática que eu de repente começou a ficar triste depois de muitas insistências lá me mostrou uma mensagem que a minha filha lhe enviou que o SCP tinha perdido 1-0. Escusado será dizer que fui beber uns copos para o bar do Hotel foi até o bar fechar. No outro dia a comentar com um casal amigo que o SCP tinha perdido ele também fanáticos e boas pessoas disseram que tinham empatado. Foi como uma alma nova renascesse, estive toda a manhã a tentar entrar em contacto com a minha filha, para confirmar. Afinal foi o namorado a gozar que lhe disse que o SCP tinha perdido. Nessa altura nem sabia que o SCP tinha ganho ao Guimarães que o Porto tinha sido eliminado pelo Fátima que o Benfica em conjunto com o Duarte Gomes tinha despachado o Estrela.

Sempre se arranja maneira de ver...

aquilo que mais gostamos. Eu estou em França e existe bastantes cafés com SportTV. Por isso, os derbis ainda se podem ver nesse canal pois é raro ver os derbis em directo e em canal aberto! Depois a RTP internacional passa sempre dois jogos por semana, sendo um em directo. No que tocaa jogos da Champions League, em França ha o CanalPlus, que tem um serviço onde por 10€ se escolhe o jogo que se quer ver. Assim, mediante este pagamento, podemos ver o Benfica a fazer merda na Europa! Assim ja fiquei este ano chateado por o Benfica ter perdido, mas tambem por ter pago para ver merda!

Uma coisa boa de viver no estrangeiro

Já vivi uns meses em inglaterra e a melhor coisa de se viver no estrangeiro é que as pessoas não gozam connosco quando dizemos que somos adeptos de um clube que não um dos 3 grandes. Em Portugal basta dizer que somos adeptos de Boavista, Belenenses, Braga, Académica, etc.. e somos logo gozados. Em Inglaterra não, como não conhecem essa realidade nojenta do futebol portugues ("se não és dos 3 grandes, não és de ninguém") eles até se mostram interessados no clube. No caso do Boavista muitos deles lembravam-se dos jogos contra Liverpool e Manchester. ;)

Isso é verdade!

Encontrar um café em Madrid com Sportv é muito difícil! Mas também encontrar a Sportv a dar jogos nacionais ainda mais difícil é! Eu normalmente quando me quero informar sobre a liga portuguesa ou vejo os relatórios dos jogos ou então tento ver nos canais da net! É por isso que ás vezes posso estar mal informado das jogadas! Os relatórios nem sempre são de fiar! Em compensação quando quero ver o Barça á canais a pontapé na net, na televisão, nos bares e o Barça até tem um canal próprio! Cumps Catalães

Espanha e Inglaterra

na década de 80, estive cerca de dois anos em Espanha, recordo bem um início de época em que apenas na casa de banho do bar onde trabalhava se podia ouvir os relatos das radios tugas, isto em bayona no persigueme Rodriguez...uma vista fabulosa soubesse eu na altura o que sei hoje... esperava por segunda-feira para ir comprar o JN a Vigo - não se apanhava a rtp - e era sempre um gozo pelo tamanho gigante do JN na altura, eles diziam que assim já compreendiam tantos mendigos em Portugal, aquilo era um cobertor em termos de tamanho... Em 86-87 o Celta tinha subido de divisão e o primeiro jogo fora foi com o espanhol na Ciudad Condal, vitoria do celtinha por 1-0, golo de Baltazar que depois jogou ainda no FCP. Fui a Balaídos algumas vezes, Paulo Futre foi para o Atlético de Madrid de el flaco César Luis Menotti...

Re: Espanha e Inglaterra

Agora quando estive em Inglaterra a sportv era a dividir por 3, nada como ficar em casa porque ir beber uma super-bock custava 3 libras...4,50 euros. A única vez que fui a um pub ver um jogo foi o do Chelsea quando foi campeão pela primeira vez na era Mourinho. Muitas pint`s, vocês nem imaginam os tamanhos dos barris nos locais onde trabalhei como o harvester ou o cafe au rouge... Cerca de 20 barris com cervejas distintas... Nada como uma Super-Bock ou uma Sagres fora do nosso país...

Re: Acompanhar a nossa Liga no estrangeiro

Quando fui emigrante, por razões políticas ninguém me "chutou" daqui para fora mas foi a minha opção, não havia internet, canais satélites ,nada de nada até a própria tv portuguesa eram apenas dois canais e só um deles dava um jogo por semana (quando dava). A opção era o rádio e quando queria saber alguma coisa daqui perguntava a quem tinha sempre sintonizado uma estação daqui. Cheguei a comprar A Bola em Paris e Amsterdão que chegava 4 ou 5 dias depois. Nessa altura não ligava muito ao futebol (estavamos em 73,74 e os triunfos do FCP eram nicles no futebol!lembro-me que em Agosto acompanhava sempre no estrangeiro a Volta a Portugal porque o FCP triunfava muitas vezes). As minhas atenções estavam concentradas na política e na evolução da situação cá em Portugal, pertencia a uma organização política portuguesa em Amsterdão onde participei em várias reuniões conspirativas com diversas figuras hoje mediáticas mas "fomos" ultrapassados pela revolução dos militares cujos contornos eram desconhecidos da oposição no exílio. Logo nessa altura o futebol estava em 2º plano. De 1976 a 1998 quando viajava pelo estrangeiro, e cheguei a estar 3 meses no Brasil e 4 meses nos Estados Unidos entre várias viagens mais curtas, procurava saber os resultados dos jogos no próprio dia via telefone de cabine ou telefone do hotel. A partir de 2000 passei a usar o telemóvel com frequência para contactos cá em Portugal e no fim dos jogos que me interessavam telefonava e o telefonema não demorava mais de 10 segundos (também telefonava só para isso...eu sou um frio do caraças que a minha família me perdoe) e só queria saber quanto ficou?! Se ganhava a conversa podia-se prolongar, se perdia desligava logo e ia "cozido" para um cabaret qualquer esquecer e pensar noutra coisa ou seja mulheres que por muito chatas que sejam é sempre melhor que futebol! De 2003 para cá "sofistiquei-me" e ou escolho um hotel que tenha internet ou pergunto logo quando chego onde é o cybercafé mais próximo. Agora quando estou fora é como estar cá e viva a internet que vicia mas mudou o rumo de todos nós.

Re: Re: Acompanhar a nossa Liga no estrangeiro

Volta mas é pr'a Vidigueira!

Re: Acompanhar a nossa Liga no estrangeiro

Eu moro em Moçambique e ja la vai o tempo em que era dificil. agora ha um canal sul africano pra moçambique e angola que dão a liga sem problema. o problema são os jogos da taça uefa e champions league de equipas portuguesas contra equipas menos prestigiadas

Comento a cerveja

SuperBock a 2,5€ num café em Madrid. Acho bem. A cerveja estrangeira que um gajo pede aqui nos bares também é sempre mais cara e não vale metade da SuperBock que é uma das melhores que existe (a loira, porque na morena, não sei o que se passou na cabeça dos gajos, rebentaram com aquilo tudo, a abadia é mesmo uma merda, ainda ontem o confirmei após mais de meio ano sem a provar. Ontem voltei a beber uma só para ver se estava enganado, mas não, a Bohémia bate mesmo a Abadia aos pontos.) Já provei muitas cervejas, sou fã e apreciador da cerveja. Já bebi de tudo! Agora vou ao supermercado e vejo lá uma cerveja chamada "Marina", bem...aquilo deve ser do piorio, vale para aí 20 cents. cada uma... Para mijo já me basta beber San Miguel quando saio à noite ao meus bares preferidos em Albufeira...nada a fazer. A Sagres sempre foi e continua a estar muito abaixo da qualidade da SuperBock, na loira, mas a Sagres tem ganho terreno à Super nos últimos anos com uma grande campanha de markting e ao invés, a Super só tem dado tiros nos pés com as novas cervejas que fez sair cá para fora, a começar na morena artesanal e a acabar na stout, que também considero uma cerveja preta fraquinha. E nem vou às cervejas com sabor a pêssego e tutti fruti e a tango e sei lá mais o quê, que isso nem se pode chamar cerveja sequer. Nunca provei nem quero. Nunca provei uma única gota de uma cerveja sem álcool na minha vida, nem tenciono. Depois, há a Cintra. Nojo. A Cristal, torço o nariz mas à falta de outra, que se lixe, bebe-se. Há a Imperial, já bebi centenas de litros dessa, é a cerveja oficial dos estudantes e da queima e de todo o bar estudantil, nada a fazer...bebe-se. Há a Tagus, fiquei surpreendido com esta. È barata e não dava nada por aquilo, as expectativas eram mesmo poucas ou quase nenhumas. Um dia um gajo vai de férias com a rapaziada e lá no mini mercado da aldeia só havia daquilo...bem, lá teve que ser, era uma grade por dia para 3 gajos, durante 2 semanas, fora as Queen Margots. Cerveja preta é Guiness. No Porto um gajo bebe no Ryan's, um bar irlandês na Ribeira, ou no Bonaparte, um bar inglês na Foz, em frente ao mar. Depois as estrangeiras, a Carlsberg é boa, mas prefiro a Super. A Tuborg é para fazer crescer pelos no peito, é bruta, ainda mais do que a Super, como eu gosto, mas na Tuborg um gajo vai a beber em velocidade de cruzeiro e quando se apercebe está já com uma sarda nos cornos que anda de lado. Atenção. A Heineken é boa, escorrega muito bem, mas falta-lhe a rudeza da Super, já nem falando da Tuborg. É smooth demais. Depois há aqueles bares com as cartas de cerveja disponíveis, onde existe uma grande variedade delas, quase todas importadas e metade delas artesanais. As Belgas são sem sombra de dúvida as melhores do mundo. As morenas, a Leffe é deliciosa, é a minha preferida. Também se pode encontrar a Leffe no Continente. Depois há as disparatadas, com 12% de teor alcoólico, mais do que uma garrafa de vinho tinto! A Duvel tem 8,5%. Nos E.U.A., quando lá fui da última vez, bebia muito uma cerveja Irlandesa, não me lembro do nome dela agora e bebia também outra que há em peso no estado de Ma., de Boston, a Samuel Adams, muito boa. Pelo que sei, a SuperBock é das melhores cervejas que já provei e é uma cerveja de nível mundial. Os bêbedos dos Irlandeses quando vieram cá em peso em 1995, no jogo definitivo que tivemos com eles na Luz para o apuramento para o Euro 96, acostumados eles a beber de manhã até à noite, ficaram surpreendidos com a SuperBock, falei com vários e todos eles me disseram que a cerveja era bastante boa. Ainda hoje com a bifalhada em Albufeira, os gajos começam a beber a partir das 10 da manhã e gostam muito da Super. E pronto, é assim. SuperBock é bom.

Re: Record de Cerveja????

4Litrosas e meia em 30min E esta hein??

A sagres é uma m#rda..

Peço desculpa aos apreciadores mas tenho que dizer que a Sagres é uma bosta. No outro dia pedi uma mini-sagres e depois de a beber perguntei ao barman se a cerveja estava estragada. Surpresa a minha qd ele disse que não! Voltei a experimentar a Sagres de garrafa noutro sitio e mais uma vez pareceu-me que estava a beber algo com um sabor semelhante ao q mijo deve saber... Já o fino/imperial sagres não é assim tão mau, mas deve-se beber rápido porque senão a cerveja perde toda a qualidade. Já a Boémia, tenho de reconhecer que é a melhor ruiva portuguesa. cumps

A TAGUS é a melhor cerveja portuguesa!

A Super-Bock é mais popular e mais difundida mas a melhor é sem dúvida a TAGUS. Aliás, actualmente, já não vejo grande diferença entre a Super e a Sagres. Se tiveres oportunidade pede a alguém que tem arranje uma Eka, uma cerveja angolana, a primeira que bebi na minha vida. Ainda é uma das melhores cervejas que já bebi. Uma curiosidade: quando foi lançada foi um escândalo! A publicidade era feita por uma loira irlandesa (os donos originais desta cervejeira eram irlandeses) que saía de uma enorme caneca de cerveja toda molhada com uma t-shirt coladíssima ao corpo com todos os pormenores anatómicos realçados. Em 1973 foi um escândalo. Meteu PIDE e tudo para retirar os outdoors mas lá no Ultramar a influência desta gentinha era muito menor que aqui no continente. Por isso continuamos a "esgalhar o pessegueiro" à custa da Denise até chegar ao 25 de Abril e aí já tinhamos Emanuelle e o Ultimo Tango em Paris...

A melhor é a mini...

e depois, como o referiu o Sartor, gosto muito da Leffe que tem um gosto magnifico quando cai na garganta. A Heineken e Carlsberg tambem são das que mais gosto!

Bem dito Sartor!

A super é de facto uma grande cerveja, mas na já denominada "mini" a sagres bate-a aos pontapés!! A Tyborg é de facto da maior brutalidade que há, aquilo com 7,2 graus se bebes ao mesmo ritmo que normalmente se bebe as outras é uma naça daquelas!! Em relação ás campanhas publicitárias, de facto as Super tem dado tiros nos pés, e a Sagres tem aproveitado isso, mas acho que te esqueces-te de falar de uma, que com a publicidade tem vendido e muito e para mim não vale a ponta dum charuto que é a Amstel! Foda-se que bodega! Depois uma que também aprecio é a Fosters que já tive oportunidade de provar, e ainda tem a Budweiser que eu também não gosto, mas esta ainda se bebe. Resumindo, "A jola é que é!!" acompanhadinha de uns amendoins que é a minha preferência:)

Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

O meu record foram 18 copos de cerveja entre as 21h e as 2h da manhã na cervejaria Galiza no Porto, isto em 1991 num ano em que deixei de fumar (aí ao 7º mês de absentismo), lembra-me que cheguei a casa e ainda dei uma "queca" na "falecida" (ex.vai dar ao mesmo) mulher. Hoje em dia bebo pouco comparado com outras épocas. Em 1970 (com 17 anos) apanhei uma piela do caraças em Atenas numa festa do vinho em que se bebia à discrição, o vinho parecia leve e tinha álcool de caraças - só me recordo depois disso que apanhei o comboio de Atenas para Veneza e andei 8 dias sem beber nada a não ser água. Em Londres num restaurante grego bebi uma vez duas garrafas de um vinho chamado Otelo (recordo talvez pelo nome que tem algo a ver com a revolução) e sai em braços para o hotel. Agora ando numa de beber daquelas águas com sabor a maça e chã verde. Cortei, por uns tempos, com o vinho e o whisky para abater o estomago que estava a ficar demasiado volumoso. Mas ainda hoje bebi um bagaço no café. Não perdi peso mas diminuí o volume do dito, curioso que ando nos 73 a 75kg desde os 25 anos sem avanços nem recuos.

Re: Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

Aí umas 15. Mas a maior coma apanhei-a na queima, com shots; acabei a noite entre o I NEM e o Pedro Hispano. Desde aí, shots são um veneno para mim.

Re: Re: Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

O problema dos shots é que se um gajo não se vomita entretanto, dá por si a passar de um estado +/- sóbrio para um estado completamente f*dido. Isto em minutos. Por isso não chegas à altura do pensar em parar, porque normalmente já é tarde de mais. Também já não bebo shots há uns anos (só muito ocasionalmente, quando me oferecem e um ou dois no máximo), porque aquilo é mesmo um veneno, como dizes.

Re: Re: Re: Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

ainda andas aí a esta hora ó Relax? Olha adivinha, estou com os meus doritos tex mex e os meus tremoços e os meus 3 d's a beber as últimas Super's depois de ter estado no melhor bar de Albufeira, a Casa do Cerro. Já levei lá o Deven, mas o homem não estava para bebedeiras (estava com a senhora dele) :-)

Re: Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

é marado. EU tenho por princípio beber apenas até perceber que já não entra mais, ou o que entrar a mais vai sair passado um bocado a 110km/h em forma de jacto. No entanto, se tiveres uma noite agradável com muita conversa e que dure até às 6, 7 da manhã, um gajo vai bebendo e vai bebendo até que se apercebe que já fez algumas linhas no cartão e já segue para bingo! Quando era mais novo, ia ali àquela vielazinha entre a Av.da Boavista e que ia dar atrás do Meridien, onde há o restaurante Indiano e a Taberna do Zé e o Rodopio e depois de uma noite de copos e já sem cheta no bolso, aproveitava à ida para casa para parar lá e beber da garrafa de Jack Daniels que o meu pai tinha no bar. Aliás, alguns devem bem saber que um daqueles bares já foi do Tininho Oliveira e o PC estava lá sempre enfiado. À conta disso, como dizem os americanos, old habits die hard, o Prof. Bitaites mesmo após o Tininho ter vendido o bar, ainda se ficou por ali e ainda o via muitas vezes, grande putanheiro, no bar acompanhado sempre com uma galinha. Agora só bebo por puro prazer e só bebo o que me apetece. Aquela merdas da unhas que te põem à frente e etc, eu nunca bebo, isso é para um gajo se embebedar rápido e eu, na minha sabedoria, quero é embebedar-me lentamente e disfrutar em boa companhia numa conversa interessante e amena.

Re: Re: Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

Também tinha o meu barbeiro e o chinês...talvez o melhor restaurante do genero no Porto.

Re: Re: Re: Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

Olha, também corto o cabelo aí.

Re: Re: Re: Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

melhor do que o Chinês do Pinheiro Manso ao lado do Corcel? Não me acredito! O Chow's do Dallas, também era bastante bom e o gajo para além de vários restaurantes, também tem outros negócios e é o porta voz, ou lá o que é, dos chineses em Portugal. Uma vez partimos-lhe os pratos todos ao pontapé, que ele tinha no restaurante numa prateleira :-) Passei a minha infância naquela avenida, a estudar sempre nas escolas da Boavista e mesmo a licenciatura tirei-a lá perto, no Campo Alegre. E ainda para mais o meu pai tinha 3 lojas no Dallas e eu então estava lá sempre enfiado aos fins de semana e ia brincar para o Bessa e jogar futebol para o Clara de Resende. Chegamos a ser expulsos ao pontapé do pavilhão Acácio Lello por nos termos enfiado lá no ginásio na piscina de esponjas a dar saltos com o trampolim! Cheguei a sair do Bessa a correr, quando era puto, com coletes e chuteiras dos jogadores do Boavista roubadas do cesto da roupa após o treino deles! Era o demónio dessa altura!

Eu não sei quantas foram, mas foram uns 5 litros!

Ainda tenho esse número na cabeça! Duas canecas irlandesas e duas imperiais ao jantar, ali no Rossio e depois mais duas cervejas em cada um dos dez (?) botecos na zona do Conde de Redondo. Imaginem que adormeci nas escadas da Residencial Caravela depois de andar atrás dos travestis e a "farpar-me" naquelas ruas desertas só para ouvir o eco... Deitei-me às 5 da manhã e tinha de me levantar às 7! Fui acordado ao pontapé na porta e vomitei ao pequeno-almoço. Fiquei com uma dor de cabeça que durou ma semana. Acho que nunca mais apanhei uma piela de cerveja nem quero apanhar. As melhores pielas são de whisky novo, Cutty Sark de preferência.

Re: Eu não sei quantas foram, mas foram uns 5 litr

Foda-se!!! No Conde Redondo? Pá aquela zona é um perigo! Um gajo embebedar-se ali pra aqueles é manhoso! Vê lá no que tu te metes!

Isto foi na idade da inocência...

Há uns bons 15 anos! Ou achas que agora se pode ficar na Caravela???

Re: Isto foi na idade da inocência...

Man o problema não é a segurança ou a falta dela! O problema é a quantidade de travecas que se prostitui ali à noite! LOL Um gajo tem que ter cuidado, se passar ali bêbado!

Re: Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

Pá eu já bebi praí umas 30 imperiais numa noite, mas nada comparado com 7 strong beers da Tuborg que me deixaram de cama uns dois dias! E com uma ressaca do cacete! Aquilo era pra gajos com fígado profissional!

Re: Re: Qual é o vosso record de cervejas bebidas?

ó padrinho só bebes 7 tuborgs? sempre deito abaixo meia grade o pior são as putas das rotundas que se atravessam á frente do carro e fiquei com 4 pneus quadrados

Re: Re: Re: Qual é o vosso record de cervejas bebi

Já tinha emborcado uns shots! A cena era: um kalashnikov de penalty e uma tuborg a seguir! À sétima cai pró lado e fui em coma alcoólico para o S. José! Mas a fazer a mesma cena com umas imperiais ou umas sagres ficava todo fodido mas ainda conseguía sair do Plateau e ir a pé até casa! Que até era pertinho, mas demorava umas 2 horas num trajecto de 5 minutos! Mas o coma ia matando o padrinho e a minha sorte era não ter carta de condução ainda, porque senão já cá não estava!